26 janeiro, 2011

A Avó com pele de menina

As avós são aquela coisa boa. Mas a minha avó era uma coisa ainda mais melhor boa.

No tempo da Dianinha pequenina ... Deixava-nos brincar na lama. Fazia o melhor arroz de sempre. Aturava-nos todo o Verão. Como era costureira, fazia roupas para a minha boneca e depois dava-me tecidos, das cores dos livros infantis, para eu própria os fazer. Deixava-nos jogar à bola na entrada. Guardava sempre os biscoitos de limão no armário atrás da porta da sala. Apanhava morangos do quintal para levarmos para casa. Deixava-me mexer no cabelo dela quando eu queria brincar aos penteados.

Depois quando veio cá para casa ficámos nós a tomar conta dela. Lembro-me com nitidez os contornos das suas saias, dos óculos de armação preta que só punha para ler o jornal, das meias quentinhas que usava no Inverno. Lembro-me das mãos frágeis pelas artroses com uma pele muito suave. A minha avó sempre teve pele de menina.

Mais tarde, começou a ir muitas vezes para o hospital. Foram dias difíceis e ficava sempre com medo que não voltasse. Faz hoje três anos que não voltou. E não há um único dia em que não entre no quarto dela a pensar que ainda é o quarto dela. Vai ser sempre o "quarto da avozinha". E também não há um único dia em que não pense nas memórias que me estão no coração, porque é aí que a avó com pele de menina vai continuar a estar.

E sabem uma coisa? Estou a sorrir por estar a escrever sobre ela e com ela.


[Mana maravilha, quando leres isto sorri também ...
as memórias que temos merecem isso!]

7 comentários:

Sónia Aguiar disse...

Diana,
normalmente espreito o teu blog pq adoro ler as coisas que escreves e a forma como o fazes é de facto digna de leitura! Bem, mas este texto sobre a tua avó deixou-me com a lagrimita no olho. E não é que dou comigo a pensar na Sra Dona Adelaide e constato que ainda tenho uma imagem bem presente dela, com os tais óculos!!! Beijinhos para ti e para ela!!! Ah! e também para a "mana maravilha"

Hanokh disse...

:)

Dianinha disse...

Sónia,

Que seja uma lágrima das boas, das mais melhor boas :)
Espreita sempre que quiseres e que te apetecer, gosto muito que assim seja!

Beijo grande *

Miles de sorrisos também para ti ó Babe :) :) :)

conchinha disse...

Como em muitos outros dias passei por aqui como quem quer saber o que se passa contigo num dia que se percebe que deve ter sido "emocionalmente lixado". Não houve hipótese de evitar um brilho nos olhos porque escreves do fundo de ti, porque consegues ter um sorriso no fim das tuas "escritas".... e isso faz sentir.
Como tu, quem lê acaba por brilhar até ao sorriso.

Beijo para a avó com pele de menina e para a dianinha pequenina brinca na lama.

Dianinha disse...

Sorriso de Privilegiada :)

Catarina disse...

O título deixou-me sem coragem pa ler seja o que for... hoje, ganhei coragem e atrevi-me a fazê-lo!!! Letra a letra... frase a frase e quando dei por mim já soluçava... são saudades que doem...mas há uma coisa que ninguém me tira... o cheiro dela que muitas vezes me invade!!!
E tu mana, também tens o teu...que tb é meu...Adoro-te mana!!

Dianinha disse...

Mana Maravilha,

E o teu também me invade e todos os dias ... E adoro-te também todos os dias! :)