03 outubro, 2010

O ramo dela ... que é meu

Veio-me parar às mãos. Assim como quem não quer a coisa. E eu fiquei a olhar. Primeiro a tentar perceber o que é que aquilo estava ali a fazer, porque não podia ser para mim com toda a certeza. Depois tentei tirar aquilo para fora do meu perímetro, enquanto continuava agarrada ao meu copo com gin tónico, mas sem sucesso. Já tinha o noivo colado a mim a dizer que eu era a próxima a casar. O amigo do noivo que se juntou ao coro. E eu a tentar processar a informação de que tinha o ramo dela. Tinha o ramo dela na minha mão (tive de segurar o copo só com a mão direita). Quando me apercebi disso fiquei tão contente que corri para a abraçar. Abraçamo-nos, sorrimos para as fotografias e fiquei assim, com um ar derretido, por o ramo dela me ter vindo parar às mãos. O ramo dela. Uma das minhas pessoas da alma.

Agora nada de comentários a dizer "ah e tal és a próxima!" ... é que respondo já "ah e tal na na ni na não!". Mas agora faço questão de andar por aí a apanhar os ramos em tudo que é boda. Para isso vou apostar em saltos acima dos 6 cm... parece que resulta.


5 comentários:

Hanokh disse...

Babe, não digas que não és a próxima....nunca se sabe...acredita em mim :)

Raquel disse...

:)A vida dá tantas voltas (é cliché, mas é verdade) que não sabes se daqui a um ano não estarás a subir ao altar hehe

Nené disse...

Mais uma prova da nossa AMIZADE!Não há palavras para te agradecer tudo o que fazes por mim....

Nené disse...

Mais uma prova da nossa AMIZADE!Não há palavras para te agradecer tudo o que fazes por mim....

Dianinha disse...

Não há palavras para te dizer o quanto és importante para mim :)

Faria tudo outra vez e ainda mais!

"I Like" ;)