11 setembro, 2010

Aqui respira-se história # 6

























Cairo.
É uma cidade fascinante. As pirâmides. A Esfinge. A cidade dos mortos. As mesquitas. O mercado. O trânsito. Gostámos tanto que no dia seguinte metemos num táxi, assim feitas malucas, e fomos para o mercado a tarde toda. Foi tão bom mas tão bom. Comprámos tecidos, (como o da penúltima foto), karkadeh, colares, brincos, pulseiras, lenços, sheeshas, pufs para o quarto, cajus (eu compro sempre cajus!), e coisa e tal. Três horas inteiras só para nós, sem guias, só com o American Express replicado - sim, cada uma com o seu - sem tempo marcado, sem vontade de lá sair. E ter assistido à hora do Ramadão (18h30) em plena cidade foi dos momentos mais espectaculares da viagem. Até descrevia mas ficaria muito aquém das palavras. Voltámos ao hotel, jantámos e fumámos mais uma sheesha, para a despedida.

Para acabar tenho de dizer que neste país muito mais do que se respirar história, ficámos a fazer parte da história.

Até à próxima viagem.
(que é daqui a um mês, a trabalho é certo, mas é uma viagem e obviamente que tenho de levar a Bebé para tirar muitos retratos)

2 comentários:

Zabour disse...

Que pena tenho que os meus companheiros de viagem não tenham assim esse espírito aventureiro.
É assim k eu gostos de "sentir" os lugares para onde vou...

Jokas

P.S. Adorei as tuas fotos, fiquei fã

Dianinha disse...

Sim, acho que a aventura faz parte para sentir os lugares. Sentir o Ramadão no mercado, o trânsito dentro do táxi a cair aos bocadinhos, foi dos momentos mais fixes da viagem! Quando quiseres vir connosco é só dizer ;)

Beijinho *

PS. Andas a estragar-me com elogios ;)